Milão

Viajar em Outubro é aquela incerteza de saber como irá estar o tempo, se em Portugal estava um calor de verão, em Milão estava fresco fresquinho a roçar o gelado.

Milão foi engraçado. É uma cidade pequena onde podes conhecer todos os pontos turísticos em dois dias (nas calmas). Em contrapartida é uma cidade bastante cara, das mais caras da europa e não estava totalmente preparada para essa descrepância monetária entre o português e o italiano milanês.

Como 70% dos voos que faço, confio na Ryanair para me levar aos destinos europeus, como tal, acabo sempre por chegar a aeoportos numa cidade vizinha daquela que vou visitar. Assim, este roteiro tem início no Aeroporto Orio Al Serio.

Para chegar ao centro de Milão comprei os bilhetes ida e volta através da operador Terravision, com destino a Milão Centrale, ir em direção ao alojamento colocar a bagagem.
Começar a explorar Milão com uma visita pela Praça do Duomo, Galleria Vittorio Emanuele II, a Via Dante e a Praça della Scala. Por todas essas ruas, há diferentes restaurantes para jantar.

Dia 1º oficial:

Seguir pela Via Santa Margherita, que vai dar à Praça do Duomo. À esquerda, a Via Mercanti e, caminhando durante alguns metros, há Piazza Mercanti, onde está o Palazzo della Regione e outros edifícios interessantes.

Seguindo pela Via Mercanti, vão dar à Via Dante, uma das mais importantes de Milão. Nessa rua, há muitas lojas, cafés e restaurantes. Ao fundo da rua podemos ver o Castelo Sforzesco.

À tarde conhecer as principais zonas comerciais de Milão, começando pelo “Quadrilátero da Moda”, onde estão as boutiques mais prestigiosas da cidade. As ruas mais importantes são a Via Montenapoleone e a Via della Spiga.

Dia 2:

Começar o dia com a visita ao Cemitério Monumental. A grandiosidade da arquitetura dos túmulos faz desse cemitério um museu ao ar livre, com obras realmente surpreendentes.

A Igreja de Santa Maira delle Grazie está a poucos metros. Reservar com antecedência para poder ver A Última Ceia do Leonardo da Vinci.

Depois, indo pela Via Bernardino Zenale, você chegará à Via San Vittore. Ir à Basílica de Santo Ambrósio, uma igreja que vale a pena ver tanto por fora quanto por dentro.

Dia 3:

Aproveitar o terceiro dia para ir tomar o pequeno-almoço ao Starbucks Reserve Rostery, um edifício enorme que era uma antiga fábrica de café com uma arquitetura fantástica e transformado agora num novo conceito do Starbucks, onde o público pode ver a moagem e embalamento do café. De seguida, passar pela Porta Garibaldi, conhecer os bairros típicos de Milão, como é o caso de Navigli e Brera. Aproveita para conhecer os Cloisters & Palazzos of Università degli Studi di Milano e Brera Botanical Garden (Orto Botanico di Brera). Se tiveres tempo e vontade aproveita para conhecer a vinha Leonardo da Vinci no centro da cidade!

Mapa:

Leave a comment


    Newsletter

    Arrelia Travel © 2022. All Rights Reserved.