Londres, Reino Unido

A minha primeira viagem “a sério” foi a Londres em 2015. Gostei tanto de a visitar que meti na cabeça que um dia ainda iria lá viver. E a minha teimosia compensou, que em 2016 lá fui eu, com duas malas de porão, viver com um casal do Sri Lanka. A verdade é que essa experiência não foi agradável e lá voltei eu para Portugal com as duas malas de porão. No entanto o sonho continua a ser o mesmo, voltar a viver em Londres.

Algo na cidade me fascina e arranjo qualquer motivo para a visitar.

Desde 2015 que já lá voltei 5 vezes, o que perfaz uma viagem a Londres por ano e já estou a pensar em ir lá novamente em 2021. Em Março de 2020, quando começamos a ouvir falar de pandemia e Covid-19, lá fui eu novamente. Sempre fui paranóica com germes, portanto trato o gel desinfectante por tu e somos amigos desde a era pré-covid. Nesta viagem redobrei os cuidados e o único medo que tive foi de escorregar no chão molhado.

Londres em 4 dias
1º dia

Dependendo do aeroporto em que chegues, aconselho a ires para Victoria Street no centro de Londres.

Se quiseres conhecer o Madame Tussauds (34€ pela net), aconselho que o faças num dia de semana.

No primeiro dia é bom começares já a gastar sola dos sapatos e aconselho-te a visitar o Museu de História Natural de Londres e o Science Museum. Se tiveres oportunidade marca uma visita (com antecedência) ao Sky Garden. A subida é gratuita e poderás admirar Londres do cimo de um enorme jardim coberto.

IMG_20200312_163824

Sky Garden

2º dia

No segundo dia optei por ir à zona mais emblemática de Londres: Trafalgar Square. Os pontos visitados são relativamente perto uns dos outros.

Assim começamos o dia em Westminster, onde é possível ver o London Eye, o Parlamento e Big Ben (em obras). Passamos pela Abadia de Westminster e entramos no St. James Park em direcção ao Palácio de Buckingham (troca de guarda 6ª às 11h).

Depois de ver a troca de guarda real e tentar acenar à minha avó (Exma. Rainha Isabel II), vamos em direcção a Trafalgar Square e à National Gallery. Passamos por Convent Garden, uma zona cheia de lojas de luxo e entretenimento. Lá podemos encontrar a Royal Opera House. Chegando a Leicester square, podemos encontrar a loja gigante de M&M’s e os cartazes luminosos que são uma amostra do Times Square em Nova Iorque.

Se estiver com fome, aconselho vivamente uma visita à Chinatown – repleta de tradições, restaurantes e cores.

3º dia

Sábados e domingos, o mercado de Portobello Road Market em Notting Hill entra em funcionamento. Apesar das enchentes, aconselho a visitar esta zona no fim-de-semana para usufruíres ao máximo do mercado. Depois de descer a Portobello Road e beber um café pelo meio, o destino é o Hyde Park. O maior espaço verde da cidade. Vale a pena o passeio, para relaxar, ver os polícias a cavalo e os esquilos pelo parque.

Se é fã de compras e lojas de luxo, o Harrods é um ponto obrigatório. Sei que sempre que lá entro, não sei como, a minha carteira encolhe e eu pago com cartão!

IMG_20200313_150126

Harrods

4º dia

Passar o dia em Camden. Há tanto para ver, fazer e conhecer que é preciso tirar um dia inteiro na zona.

Desde restaurantes, cafés e bares, a lojas de tudo e mais alguma coisa. Camden era o centro underground e alternativo, muito estimado por grandes nomes da cultura inglesa como Amy Winehouse, Jim Morrissey e até Charles Dickens morou na zona. No mercado de Camden podes experimentar (quase) toda a comida do mundo. Sendo Camden uma zona alternativa da cidade, podemos encontrar inúmeras lojas de roupa gótica ou de tatuagens e piercings. Dentro do mercado Camden Town podes encontrar lojas para todos os gostos, desde roupa vintage e antiquarias a lojas electrónicas. Uma loja que chama à atenção é o Cyberdog – entra e explora todos os pisos.

IMG_20200313_161515

Camden

Dicas e notas
  1. São duas horas e pouco de viagem e os voos para Londres custam cerca de 50€ ida e volta (dependendo da altura do ano claro). Em Março de 2020 paguei 53€ pela Ryanair.
  2. Vão ser 4 dias intensos se quiseres conhecer os locais mais emblemáticos, por isso prepara-te para andar.
  3. Aconselho arranjar alojamento pela zona de Camden Town pelos preços mais em conta e pela diversidade que podes encontrar na zona.
  4. Londres é uma cidade cara e tens que ir com isso em mente. As refeições mais baratas custam cerca de £5, cerca de 6€ por uma sandes por exemplo. Em contrapartida maior parte dos museus são de entrada gratuita.
  5. Este roteiro foi definido em Janeiro de 2020, antes da pandemia atacar globalmente. Consegui apurar que todos os museus estão temporariamente encerrados em Londres.

Leave a comment


    Newsletter

    Arrelia Travel © 2022. All Rights Reserved.