10º dia na Patagónia Argentina

Após a despedida da capital do trekking, rumámos a El Calafate, Terra dos Glaciares. A viagem de bus demora cerca de 3h devido aos alpacas que atravessam a estrada.

Claro que houve imprevistos em El Calafate… A reserva do hotel nesta terra foi feita no início de Janeiro e dias antes de chegarmos recebi uma mensagem a pedir desculpas mas que tinha existido um overbooking e não podiamos ficar no hotel escolhido. Felizmente, o hotel que cometeu o erro tratou de arranjar um novo hotel e pagou a diferença. E que diferença essa… 

Quando cheguei a El Calafate estava cheia de medo do hotel para onde me iriam meter, ora quando lá chego dou de caras com um hotel de 4 estrelas, com piscina interior, vista para a Laguna Nimez, centro de SPA e outras coisinhas que o meu rabinho de classe média não está habituado. Claro que a minha preocupação seguinte foi: “SE ME SAI O DINHEIRO DESTE HOTEL DA CONTA MORRO!”. Até ver ainda não aconteceu…

Continuando, o primeiro ponto a picar ao chegar foi comprar o bilhete para o Glaciar Perito Moreno, a realizar no dia seguinte.

Depois de almoço decidimos conhecer a Laguna Nimez – Reserva Natural Municipal identificada como uma área Importante para a Conservação de Aves, albergando uma grande diversidade de espécies residentes e migratórias. A Reserva está localizada apenas 800m da avenida principal, chegando às margens do Lago Argentino.

Conta com uma trilha interpretativa de 3 km, com observatórios de aves.

11º dia na Patagónia Argentina

Este dia foi (mais um na Patagónia) extraordinário! Estar na Terra dos Glaciares tem outro encanto e ver o Perito Moreno de perto é algo único.

É um dos Glaciares mais imponentes e já foi tratado como a “oitava maravilha do mundo”, devido à vista que se tem do topo.

O Perito Moreno tem 5km de largura, 40km de comprimento (todos os dias avança 2 metros, mas também existem vários desprendimentos, sendo o único glaciar estável da Patagónia) e o ponto mais alto do Glaciar ascende aos 70 metros!

Está localizado numa zona rodeada por bosques e montanhas, dentro do Parque Nacional Los Glaciares, criado em 1937 na província de Santa Cruz, localizada ao sul da Argentina.

O parque, de 724.000 hectares possui um total de 356 glaciares.

É uma visão sem igual. Ainda tenho na memória o som estrondoso que faz quando gelo se desprende das paredes do glaciar.

Terminámos assim o terceiro destino na Patagónia Argentina.

El Calafate marcou pelo Perito Moreno e o comércio e a próxima e última paragem foi: BUENOS AIRES.

Leave a comment

Parcerias

ARRELIA TRAVEL © 2022. ALL RIGHTS RESERVED.