Tenho um segredo… Os meus pais são capazes de trepar paredes quando lerem este artigo.

Aconteceu uma coisinha com a viagem. Ora bem, o plano inicial era percorrer a Patagónia Argentina e a Chilena. Começando em Ushuaia e seguindo para as Torres del Paine, no Chile. Já tinha tudo reservado e pago, num investimento de algumas centenas de euros apenas para ir ao Chile durante 4 dias. 

Nota: Desde dezembro de 2021 que estive em contacto com as responsáveis do Parque Natural Torres del Paine, entrei com contacto com operadores turísticos e de transporte que me garantiram que em março 2022 estariam completamente operacionais e com várias rotas por dia. Tanta gente a certificar uma coisa deixa a outra descansada correto?

Pois bem, por obra do Espiríto Santo quatro dias antes da viagem senti um chamamento para contactar (novamente) as empresas de transportes terrestre que atravessam a fronteira entre Argentina e Chile. Depois de mandar emails e whatsapps para várias, recebo uma resposta algo tipo: Olá, lamentamos mas as fronteiras não abriram e não estamos a realizar esse serviço. 

Morri claro. Os dois dias seguintes foram de pânico total a entrar em contacto com a responsável do Parque e a implorar, sem dó nem piedade, para que conseguissemos resolver isto. Primeiro porque ninguém avisou que não seria possível atravessar as fronteiras via terrestre, segundo porque foi um investimento elevado e terceiro porque não havia maneira nenhuma de sair do Fim do Mundo e entrar no Chile via Santiago e consequentemente apanhar outro voo até Puerto Natales (a cidade mais próxima das Torres del Paine).

Dezenas de emails trocados e quando pensava que não havia nada a fazer (não era possível proceder a  devoluções e o prazo para remarcar a viagem já tinha expirado), felizmente a senhora encarregue do meu dilema permitiu remarcar a experiência nas Torres até Abril de 2023.

Terei que pagar uma noite extra mas não se compara a perder o valor já pago.

Portanto adivinhem quem vai ao Chile para o ano?

Depois desde grande contratempo, foi uma corrida contra o tempo para escolher um novo destino, encaixar novos planos, marcar alojamentos e voos. Assim sendo, decidi sair de Ushuaia em direção a El Chalén, a capital do trekking na Argentina.
Lê sobre a aventura aqui

Leave a comment

Parcerias
Newsletter

ARRELIA TRAVEL © 2022. ALL RIGHTS RESERVED.